Chef’s Table EG por Cristina da Luz, Daniel Schon e Juarez Cruz para a Casa Cor RS

O CHEF´S TABLE é um clube privado de alta gastronomia onde o conceito principal é jantar na mesa do Chef, onde foi criado um ambiente inovador para 36 convidados desfrutarem em totalidade do projeto arquitetônico, do trabalho dos chefes convidados e das experiências sensoriais para surpreender a cada encontro. Considerando que o Chef é a estrela principal deste conceito, sua bancada de trabalho foi centralizada como um grande palco, desta forma, através de utilização de alguns elementos, tais como iluminação cênica elaborada com automação, cores escuras nas paredes, teto e piso, cortinas de veludo escuras, obras de arte e principalmente o destaque no centro do ambiente, criando por analogia e liberdade poética, um grande teatro. E afirmando que comida é Arte!

O espaço, por tratar-se de um restaurante privado será funcional, onde no lounge de entrada foi projetado um bar em marcenaria laqueada diamantada emoldurada pelo jardim vertical e destacando a obra contemporânea “Gêmeos” da série barrocos de Julio Guiorzi. Além disso, no centro do espaço foi criado um ambiente inovador onde todos os convidados desfrutam em totalidade do projeto arquitetônico, do trabalho dos chefes convidados e das experiências sensoriais para surpreender a cada encontro. Neste espaço foi instalado as obras contemporâneas de Andre Venzon entre as grades de ferro oxidado, o tapume é o material empregado na construção civil para proteger o espaço da obra arquitetônica, aparece na forma de cubos com sua cor marcante, como índice de urbanidade e de permanente reconstrução da nossa identidade contemporânea.

O Chefs Table tem uma intencionalidade cultural muito forte, que vem acompanhada dos perfis performáticos excepcionais dos chefs que ocuparão sua cozinha-bancada. O gesto de cozinhar está intimamente ligado aos nossos modos de habitar e ser humano, desde a antiguidade mais remota. Sentar em torno do fogo é um hábito ancestral e o ambiente arquitetônico em questão revisita estas referências atávicas criando uma espécie de "cave" contemporânea, com tons intimistas, seja nas cores graves que acentuam a profundidade da sala e a sensação de aconchego, quanto na iluminação, que valoriza a existência dos nichos que acolhem desde objetos até espaços inteiros. Outra característica notável é o contraste entre a parede orgânica e natural com jardim vertical e aquela com configuração geométrica de grade oxidada, ambas emoldurando obras de arte contemporâneas. Tal configuração parece querer afirmar que COMIDA É ARTE, reforçando a expressão autoral do trio de designers que assinam com versatilidade criativa, aliando extremo bom gosto e conforto.

Produtos Manjabosco Decor: Persianas Country Woods Hunter Douglas e Confecção dos Reposteiros em veludo.

Fotógrafp: Eduardo Liotti

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


© 2013 Manjabosco. Todos Direitos Reservados - Desenvolvido por Tuiga