Arquitetura verde!

Segue abaixo materia super interessante no site: http://www.pensamentoverde.com.br/arquitetura-verde/fazenda-vertical-beneficios-futuro-planeta/

 

 

Fazenda vertical e os seus benefícios para o futuro do planeta

Deixar a paisagem dos centros urbanos mais verdes e construir arranha-céus capazes de fornecer alimentos saudáveis e orgânicos são as promessas da fazenda vertical

CATEGORIA: ARQUITETURA VERDE29 DE JANEIRO DE 2014
Dragonfly, Nova York

Dragonfly, Nova York. Foto: Divulgação

A ideia da fazenda vertical surgiu através do professor de microbiologia, Dr. Dickson Despommier, da Universidade de Colúmbia (EUA), e visa em longo prazo ser uma solução sustentável para a escassez de alimentos no mundo. Segundo ele a ideia é transformar grandes centros urbanos em ambientes mais verdes e com maiores potenciais, onde seja possível plantar, cultivar, colher e servir à população tudo em um mesmo centro.

Os prédios e grandes arranha-céus seriam os cenários perfeitos para a implementação das fazendas verticais. Os estudos feitos pelo Dr. Despommier apontam que em mais ou menos 50 anos não existirão mais áreas disponíveis no mundo para a produção agrícola, além disso, as já existentes não suprirão as necessidades da população.

Como funciona a fazenda vertical?

A fazenda vertical utiliza a tecnologia de hidroponia, que auxilia no crescimento das plantas, e também energia solar ou eólica. Além de recursos para otimizar a diminuição de resíduos e o consumo de energia.

O idealizador do projeto afirma que 150 fazendas de 30 andares seriam o bastante para abastecer toda a cidade de Nova Iorque, por exemplo.

Benefícios

Para os defensores e idealizadores da prática da fazenda vertical, como o Dr. Despommier, a ideia vem carregada de vantagens e benefícios ao meio ambiente e para a sociedade, tais como:

• Reduzir gastos com logística e transporte da colheita, uma vez que as fazendas já estarão localizadas nos arredores do público consumidor;

• Aumento da disponibilidade de área cultivável;

• A tecnologia a ser usada já existe e não há necessidade de importar ou montar recursos científicos para isso;

• Melhoram a qualidade do ar urbano servindo de “mini” pulmões;

• Um prédio de 30 andares é o suficiente para alimentar 10 mil pessoas.

Os estudos sobre as vantagens socioambientais da aplicação de fazendas verticais nos centros urbanos reúnem engenheiros, arquitetos, biólogos e agrônomos.

Fazenda vertical em Singapura

Fazenda vertical em Singapura. Foto: eco4u

Na Europa, a primeira fazenda vertical foi construída em 2009, dentro do zoológico de Paignton, Reino Unido, e é usada para a produção de alimentos para os animais. Porém, o país que saiu na frente tendo a primeira fazenda vertical comercial do mundo foi Singapura. O país que até então só produzia 7% do cultivo agrícola para consumo próprio, apostou no projeto capaz de produzir 1 tonelada de vegetais por dia.

O projeto foi construído pela Skys Grens Farms, possui 120 torres que funcionam por sistema de estufa e custou cerca e U$S 21 milhões. A expectativa, no entanto, é que esse sistema seja ampliado, para que o país possa conseguir sua independência agrícola.


© 2013 Manjabosco. Todos Direitos Reservados - Desenvolvido por Tuiga